Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

Palavras de Areia ®

Partilha de sentires, emoções, aferições, estados de alma e coisas banais. Pequenas histórias de ontem, de hoje e que se sonham para o amanhã. Poemas meus e desabafos de amor e de vida.

17.11.20

O Bem e o Monstro


Maresia

Amo-te.
Mas tu és horrível!
Fiz tudo.
Mas tu és o absurdo!
O que tu queres..
É ridículo!
Nunca falho.
Mas tu és destruição.
As minhas fúrias.
Culpa tua!
Tua, monstro de ingratidão!
Que o meu amor tudo fez para salvar.
Eu, avisei-te.
Mas tu não foste o que eu quis.
A tua aberração mutante...
Que o meu bem não purificou.
Monstro, eu amo-te.
Mas só a tua morte exorcirá
A minha tristeza e desilusão.
Nem monstro, nem nada.
Não serás nada!
Queres ficar só?
Serás só e pó!

cf47f4751c7bdd3d714db6b8ab83c4fc.jpg

 

Partilhar comentário:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.